Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias - PE > Notícias (Destaque Foto Grande) - PE > Curso de Zootecnia recebe conceito 5 na avaliação do MEC
Início do conteúdo da página Notícias

Curso de Zootecnia recebe conceito 5 na avaliação do MEC

  • Felipe Matos (estagiário). Supervisão: Romulo Gomes
  • publicado 22/11/2022 17h39
  • última modificação 22/11/2022 17h39

Com apenas seis anos de implantação, o Bacharelado em Zootecnia, do IFMA – Campus Maracanã, recebeu a nota máxima na avaliação do Ministério da Educação (MEC), conquistando o conceito 5. Isso significa que o curso atingiu níveis de excelência. A avaliação aconteceu de forma on-line, tendo como critérios o desempenho de estudantes, a infraestrutura, as instalações, os recursos didático-pedagógicos, o corpo docente, o acervo da biblioteca, dentre outros. O resultado saiu na quarta-feira (16).

O curso de Zootecnia foi criado em 2016, por meio da portaria nº 119, do Conselho Superior (Consup) do IFMA, e entrou em funcionamento no ano seguinte. Nele, os estudantes têm aulas de forma integral (manhã e tarde), com carga horária total de 3.880 horas, durante cinco anos.

Nos primeiros períodos, são ministradas disciplinas básicas, como física, português, matemática, biologia, mas também já se inicia a formação específica, com aulas de anatomia e fisiologia animal, bioclimatologia e bromatologia. No decorrer do curso, os estudantes vivenciam uma imersão no  campo, com disciplinas de nutrição de ruminantes e não-ruminantes, construções rurais, forragicultura e pastagem, além das aulas que tratam especificamente da criação de animais, como bovinocultura, suinocultura, avicultura etc.

O estudante Moisés Moraes está no último ano do curso. Ele já passou por quase todas as unidades educacionais de produção do campus, em atividades de ensino, pesquisa e extensão. “Eu tive a oportunidade de ir para praticamente todos os setores. Passei um tempo no Setor de Bovinocultura e tudo era muito interessante. Inclusive, eu fiz o curso de inseminação artificial. Conseguimos descobrir como funcionam as aulas práticas das disciplinas. A produção animal é uma coisa muito linda; é muito interessante para quem ama”, disse, orgulhoso.

A aluna Regina Araújo estava com os colegas, em aula, quando recebeu a notícia de que o curso foi reconhecido com a nota máxima. “Foi muito prazeroso estar com os avaliadores, sem nenhuma barreira, com transparência. Sabíamos que teríamos a aprovação do nosso curso. Quando passaram a informação de que o curso recebeu a nota cinco, os professores e alunos ficaram supercontentes com o resultado”, contou a estudante.

                                                                                       

Em busca da excelência

A coordenadora do Bacharelado de Zootecnia, Sonália Paixão, relembrou os esforços empreendidos para que o curso fosse ofertado com qualidade. “Esse reconhecimento vem selar um compromisso que nós temos desde 2017, quando iniciamos o projeto do curso. Ali, começou o planejamento para chegarmos à excelência. Então, hoje, nós celebramos e reconhecemos que foi fruto de muito trabalho”, destacou a professora.

O diretor geral do Campus Maracanã, Jeovani Machado Rodrigues, destacou os investimentos feitos na estrutura do curso e na formação continuada dos profissionais, mesmo em um contexto de redução das verbas destinadas aos institutos federais.  “Investimos na qualificação de professores, fizemos adptações de espaços e contruímos espaços pedagógicos para a Zootecnia. Nossos professores também captaram recursos, por meio de editais. Por isso, é um reconhecimento que premia a dedicação de professores, alunos, técnico-administrativos e gestores. Essa é uma nota do IFMA como um todo e isso só fortalece nossa instituição”, ressaltou.

Em nota divulgada pela Direção Geral, foi enfatizada a dedicação de estudantes, professoras e professores, da coordenação do curso de Zootecnia, da Coordenação de Cursos Superiores (CCS), do Departamento de Assuntos Estudantis (DEAE), do Departamento de Produção e Apoio Didático (DPAD), da Diretoria de Desenvolvimento Educacional (DDE) e da Diretoria de Administração e Planejamento (DAP). 

 

Fim do conteúdo da página